Justiça Federal inocenta Margarida Salomão, investigada por improbidade administrativa na gestão da UFJF

Audio mp3:

A ação civil pública por improbidade administrativa, da qual a deputada federal Margarida Salomão (PT) era acusada, foi arquivada pela Justiça Federal, inocentando a ex-reitora da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) da acusação de desvio de cerca de 8 milhões de reais nas obras do Centro de Atendimento à Saúde (CAS) do Hospital Universitário (HU) da instituição, inaugurado em setembro de 2006 e contruído sob a gestão da Petista.

 

Confira outras informações sobre o caso na reportagem Rádio Globo: